expr:class='data:blog.pageType'>

Polícia Civil Resgata Pitbull Vítima de Maus-Tratos no no Park Way

Por: Jornalista Kelven Andrade

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra os Animais (DRCA), realizou um resgate dramático de uma cachorra da raça pitbull em uma invasão nos fundos da chácara da Quadra 21 do Setor de Mansões Park Way (SMPW). O local, que havia sido demolido pela Terracap três meses atrás, foi o cenário de uma triste realidade de abandono e maus-tratos.

Condições Desumanas

A cachorra foi encontrada em condições extremamente precárias, cercada por fezes e sem acesso a comida ou água. A equipe da DRCA descreveu a situação como deplorável, indicando a necessidade urgente de cuidados veterinários. A pitbull foi prontamente levada para consulta no Hospital Veterinário Público (HVEP) de Taguatinga, onde recebeu os primeiros cuidados.

Resgate e Investigação

Segundo informações da PCDF, o responsável pelo crime de maus-tratos será indiciado assim que identificado. Além disso, uma cópia da ocorrência será encaminhada ao Instituto Brasília Ambiental (Ibram) para aplicação de multa administrativa. Recentemente, outros quatro cães também foram resgatados na mesma localidade, todos em situação semelhante de negligência e abandono.

Combate aos Maus-Tratos

A DRCA continua ativa na recepção de denúncias de maus-tratos a animais através de seus canais de denúncia online, Disque-Denúncia (197), e diretamente em sua sede, localizada no Departamento de Polícia Especializada (DPE), próximo ao Parque da Cidade. A unidade reforça a importância da colaboração da comunidade para combater esses atos de crueldade contra os animais.

Compromisso com o Bem-Estar Animal

Este caso reflete o compromisso da PCDF em proteger e garantir o bem-estar dos animais no Distrito Federal. A atuação incansável da DRCA não apenas resgata vítimas, mas também busca responsabilizar os infratores, promovendo um ambiente mais seguro e humano para os animais na região.

Postar um comentário

0 Comentários