expr:class='data:blog.pageType'>

Operação da PF e Receita Federal apreende mil aparelhos eletrônicos na Feira dos Importados

Por: Poliane Ketlen

Na manhã desta quarta-feira (10), a Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram uma operação conjunta para desmantelar um grupo suspeito de importar ilegalmente grandes quantidades de produtos eletrônicos sem o pagamento de tributos. A operação tem como alvos indivíduos no Distrito Federal e em outros seis estados: São Paulo, Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Maranhão.

Investigação e Apreensões

As investigações apontam que a organização criminosa teria enviado cerca de R$ 1,6 bilhão ao exterior e importado mais de 500 mil telefones celulares nos últimos cinco anos. Os responsáveis pela operação identificaram que o grupo era estruturado em núcleos específicos, cada um com funções distintas, como a negociação e venda de eletrônicos, transporte e armazenamento dos produtos, criação de empresas fictícias, envio de dinheiro para fora do país e recepção dos produtos para revenda em comércios locais.

No Distrito Federal, os agentes realizaram buscas na Feira dos Importados, um conhecido ponto de venda de eletrônicos na região. Além disso, foram apreendidos aproximadamente 1 mil aparelhos eletrônicos somente nesta quarta-feira.

Mandados e Acusações

A operação cumpriu 51 mandados de busca e apreensão, 25 ordens de sequestro de bens imóveis e 42 de veículos, além do bloqueio de R$ 280 milhões nas contas dos investigados. Segundo a Polícia Federal, os suspeitos poderão responder por crimes de falsidade ideológica, descaminho, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Se condenados, as penas podem chegar a até 37 anos de prisão.

Histórico da Operação

As investigações que culminaram na operação de hoje tiveram início em 2022, após a apreensão de um avião carregado com 400 celulares em um aeródromo de Brasília. Na ocasião, a carga foi avaliada em R$ 4 milhões, o que chamou a atenção das autoridades para o esquema de contrabando.

Postar um comentário

0 Comentários