Verão no Japão: conheça o Monte Fuji de maneiras diferentes

0
76


Shizuoka Prefectural Tourist Association

Monte Fuji

Quem está no Japão para as Olimpíadas – ou está programando uma viagem para o país durante o verão – pode aproveitar a temporada marcada pelo clima quente e úmido para fazer passeios ao ar livre. O Monte Fuji se destaca por ser a montanha mais alta do Japão e um vulcão ativo (mas com baixo risco de erupção), com lagos ao redor e trilhas até o topo, além de atividades que permitem explorar sua área enquanto aprecia a paisagem.

Para quem se interessa em conhecer o país que sedia os Jogos Olímpicos de 2021 , especialmente o Monte Fuji, a Organização Nacional do Turismo Japonês (JNTO) seleciona uma lista de atividades que permitem conhecer o vulcão de maneiras e ângulos diferentes. Passeios tradicionais e inusitados na região para inspirar futuras viagens ao Japão .

Trilhas que levam ao topo

O Monte Fuji está localizado no sudeste da província de Yamanashi, próximo da divisa com Shizuoka. O vulcão tem mais de 3.500 metros de altura e é um Patrimônio Mundial da UNESCO. A maneira mais tradicional, no Japão, de explorar o local é por meio de suas trilhas que levam ao topo. A escalada já foi vista como uma peregrinação religiosa e hoje é conhecida por sua beleza natural e significado cultural.


Yamanashi Tourism Organization

Escalada ao pico do Monte Fuji

Há quatro trilhas abertas ao público: Subashiri, Fujinomiya, Gotemba e Yoshida. Todas partem da mesma região, a Estação Shin-Fuji, em Shizuoka, que transporta os aventureiros. As trilhas abrem em julho e fecham no início de setembro. Cada uma delas tem suas peculiaridades e graus de dificuldade.

Vale se aventurar por elas durante a madrugada, para vivenciar o nascer do sol deslumbrante das alturas. Não é preciso ser um profissional para escalar o Monte Fuji, mas é importante estar em boas condições físicas. Agências de viagens organizam excursões até o local, que conta com acomodações e infraestrutura nos caminhos para atender aos visitantes.

O nascer do sol no topo do Monte Fuji
Yamanashi Tourism Organization

O nascer do sol no topo do Monte Fuji

Locais sagrados aos pés da montanha

Os praticantes do budismo e do xintoísmo costumam frequentar os templos e santuários na base do vulcão. Uma boa forma de conhecer o Fuji-san e compreender sua importância histórica e cultural é visitando um desses locais sagrados. O Santuário Kitaguchi Hongu Fuji Sengen-jinja, em Yamanashi, guarda a histórica entrada para o Monte Fuji. O enorme portão (Fujisan Otorii) marca a passagem deste mundo e a chegada ao mundo sagrado xintoísta e foi ponto de partida para as peregrinações no passado.

O local é cercado por enormes e milenares cedros japoneses. As árvores gêmeas Taro e Jiro se destacam.

Santuário Kitaguchi Hongu Fuji Sengen-jinja, em Yamanashi
Yamanashi Tourism Organization

Santuário Kitaguchi Hongu Fuji Sengen-jinja, em Yamanashi

Explorando suas cavernas

O Monte Fuji é um grande vulcão que se formou há cerca de 100 mil anos. Como resultado da sobreposição de suas erupções, diversas cavernas se formaram. Algumas delas podem ser visitadas, como a Caverna de Gelo de Narusawa, no coração da Floresta de Aokigahara, no distrito de Minamitsuru, em Yamanashi.

O local tem 21 metros de profundidade e é um refúgio gelado durante o verão, com temperaturas próximas ao 0°C. A caverna tem em seu interior estalactites e estalagmites de gelo, algumas com 30 metros de altura e uma trilha de caminhada conduz os visitantes em seu interior.

Você viu?

Monte Fuji
Shizuoka Prefectural Tourist Association

Monte Fuji

Parque temático

Aos pés do imponente vulcão, na cidade de Fujiyoshida, em Yamanashi está o Fuji-Q Highland, um parque temático que oferece, além de atrações radicais, vistas incríveis do Monte Fuji. O local é conhecido por suas impressionantes montanhas-russas, incluídas com frequência no Livro Guinness dos Recordes, como duas das montanhas-russas entre as mais velozes do mundo.

Para quem prefere economizar na adrenalina, há atrações mais calmas como brinquedos aquáticos, um labirinto, um carrossel clássico, xícaras giratórias e uma roda-gigante. A área do parque inclui um hotel, o Highland Resort & Spa, com quartos temáticos e vistas do Monte Fuji.

Monte Fuji
Shizuoka Prefectural Tourist Association

Monte Fuji

Safari

Na cidade de Susono, em Shizuoka, é possível admirar o Monte Fuji durante um passeio entre animais selvagens, criados em liberdade, no Parque Safári de Fuji. O local é um santuário com espécies do continente africano. Leões, girafas e elefantes vivem na grande área verde aos pés da montanha mais alta do Japão. É possível fazer o passeio a pé, de carro próprio ou alugado no local, ou de ônibus. Há também opção de safári noturno no verão.

Monte Fuji
Shizuoka Prefectural Tourist Association

Monte Fuji

Região dos Cinco Lagos de Fuji

Ao norte do Monte Fuji está a região dos Cinco Lagos de Fuji, um destino popular para atividades ao ar livre. A área é repleta de resorts e pousadas, e oferece muitas opções para a prática de esportes aquáticos e caminhadas. É possível fazer passeios de barco, pescar, praticar windsurfe ou esqui aquático e, ao mesmo tempo, contemplar o Monte Fuji.

Região dos Cinco Lagos de Fuji
Yamanashi Tourism Organization

Região dos Cinco Lagos de Fuji





Source link