Vacinação contra a gripe é ampliada para toda a população a partir desta segunda-feira (5)

0
81


Suzana Mont’Alverne – Ascom Sesa – Texto
Fabio dos Santos – Arte Gráfica

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe foi ampliada para toda a população – a partir dos seis meses de idade. Com o cenário epidemiológico em meio à Covid-19, a imunização contra a influenza vem apresentando números menores em comparação aos anos anteriores. A baixa adesão pode impactar em uma maior exposição ao vírus no Ceará. O Ministério da Saúde dividiu a campanha em três etapas, contemplando, inicialmente, grupos prioritários. A última estava prevista para finalizar na próxima sexta-feira (9), mas o MS decidiu antecipar o início da vacinação contra gripe para a população geral para esta segunda-feira (5).

“Esta situação justifica-se pelo receio do contágio da Covid-19 ou falsas informações disseminadas pela Internet. Até o último dia 2, o estado do Ceará registrou uma cobertura vacinal de 38,4%”, afirma a orientadora da Célula de Imunização da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Kelvia Maria Oliveira Borges. A cobertura vacinal de 2020 e 2019 atingiu, respectivamente, 96,98% e 94,94% da meta de imunização.

A Sesa reforça a importância da vacinação contra a gripe como forma de evitar complicações decorrentes da doença, aumentando a demanda sobre os serviços de saúde. “A vacina contra a gripe minimizará a carga da doença, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19”, complementa a orientadora.

A pasta informa que o imunizante utilizado contra a influenza no País em 2021 é trivalente, ou seja, apresenta três tipos de cepas de vírus em combinação. São elas: A/Victoria/2570/2019 (H1N1)pdm09, A/Hong Kong/2671/2019 (H3N2) e B/Washington/02/2019 (linhagem B/Victoria).

A gripe é uma doença sazonal que é mais comum no período do inverno. Devido às diferenças climáticas e geográficas do Brasil, podem ocorrer variações nas intensidades de sazonalidade da influenza e em períodos distintos nos estados.

Gripe e Covid-19: intervalo de 14 dias

Neste ano, duas campanhas ocorrem simultaneamente: a vacinação contra a Covid-19, que teve início no dia 19 de janeiro, e a contra a gripe. Por isso, é necessária uma maior atenção. “É fundamental respeitar o intervalo de 14 dias, antes e depois, entre as vacinas da gripe e da Covid-19”, orienta a coordenadora de Vigilância Epidemiológica e Prevenção da Sesa, Ricristhi Gonçalves.

Vacinação contra gripe no Ceará

A primeira etapa da vacinação (12 de abril a 12 de maio) alcançou 62% da cobertura vacinal. Foi direcionada a crianças (6 meses a menores de 6 anos), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. Foram distribuídas 1.083.330 doses para este grupo. Destas, 672.868 foram aplicadas.

Tendo idosos e professores dos Ensinos Básico e Superior como prioridades da segunda etapa (11 de maio a 8 de junho), 43% da meta foi alcançada neste grupo. Foram distribuídas 1.294.290 doses (100% da meta) e, destas, 565.715 foram aplicadas.

Para a terceira etapa, prevista inicialmente para encerrar nesta sexta-feira (9), foram distribuídas 833.010 doses (93% da meta); 66.652 foram aplicadas. Ao todo, 922.591 integram os grupos prioritários desta fase: pessoas com comorbidades; com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; forças de Segurança e Salvamento; Forças Armadas; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas.

Em Fortaleza, além dos postos de saúde, a população pode procurar o Centro de Especialidades Pediátricas, no Meireles. O equipamento da Sesa funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12 horas e das 13h às 16 horas, no endereço Av. Antônio Justa, 3113.





Source link