Terceiro ciclo do RENOVADF chega ao Guará e Águas Claras


“É o maior programa de inclusão social e qualificação profissional do Brasil”
Thales Mendes, secretário de Trabalho

O terceiro ciclo do RENOVADF – programa de qualificação profissional e renovação de equipamentos públicos – foi lançado, na manhã desta quinta-feira (11), no Guará e em Águas Claras, após ter contemplado, ainda nesta semana, o Itapoã. Iniciativa da Secretaria de Trabalho (Setrab), o programa – que já tem inscrições abertas para a quarta etapa, prevista para dezembro – já marcou presença em quatro regiões administrativas (RAs) este ano.

Programa já foi lançado em quatro regiões administrativas este ano | Fotos: Vinicius de Melo/Agência Brasília

Mais 750 alunos receberão cursos práticos de qualificação social e profissional, nas áreas de construção civil e jardinagem, ministrados pelo Senai. Desse total, 500 estudantes atuarão em Águas Claras e 250, no Guará. “É o maior programa de inclusão social e qualificação profissional do Brasil”, afirma o secretário de Trabalho, Thales Mendes. “Chegaremos aos 4,5 mil alunos”.

Na fila para receber o kit contendo camiseta, boné e lanche, estava a jovem Ana Beatriz Santos Romão, 21 anos. Desempregada, buscava o sonho por uma vaga na construção civil. “Meu pai, Carlos, que é pedreiro, me levava desde pequena às obras e me deu a maior força”, contou a moradora de Ceilândia. “É uma história de vida. Sou apaixonada pela profissão”.

“Não estamos dando os peixes, mas ensinando a pescar”
Governador Ibaneis Rocha

Já vestida com a camiseta alusiva ao programa, Érika Ribeiro, 41 anos, também desempregada, mãe de quatro filhos e moradora no Sol Nascente/Pôr do Sol, estava feliz pela oportunidade em começar o curso. “Meu marido também está desempregado, é ajudante de pedreiro, e procura uma vaga aqui”, disse. “É bom para ver se ele aprende alguma coisa.”

“Pescadores”

Presente ao evento, o vice-governador Paco Britto, após parabenizar os alunos e agradecer às equipes, divulgou a mensagem do governador Ibaneis Rocha: “Estive com o governador há pouco e ele me pediu para transmitir abraços a todos vocês, que serão os novos pescadores. Perguntei: ‘pescadores, governador?’. ‘Sim’, ele respondeu; ‘não estamos dando os peixes, mas ensinando a pescar’. Com esse curso, [os inscritos] vão poder competir com igualdade”.

Também prestigiou o encontro o secretário de Governo, José Humberto, que ratificou a grandiosidade do projeto idealizado pelo governador Ibaneis. “Neste ano, estamos atendendo 10 cidades das 33 [que compõem o Distrito Federal]”, disse. “No ano que vem, completaremos todas. É uma oportunidade de aprendizado de trabalho.” Dirigindo-se aos estudantes, declarou: “Agarrem essa oportunidade e renovem as cidades, mas, principalmente, a vida de vocês”.

Também estiveram presentes à cerimônia de lançamento o secretário executivo de Cidades, Valmir Lemos; o presidente da Novacap, Fernando Leite; o diretor-geral do DER, Fauzi Nacfur Júnior; os administradores regionais do Guará, Águas Claras e da Estrutural – respectivamente, Luciane Quintana, André Queiroz e Josivania Gurgel –; o subcomandante do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), coronel Edmar, e os deputados distritais Rafael Prudente e Robério Negreiros. Robério informou que a Câmara Legislativa do DF (CLDF) já destinou ao RENOVADF recursos de R$ 35 milhões, originários de emendas parlamentares.

Outras RAs

Em Itapoã, onde o programa foi lançado na terça-feira (9), foram contemplados também 750 alunos, perfazendo 1,5 mil estudantes no terceiro ciclo. Já na primeira etapa, em Ceilândia e Samambaia, e, na segunda, em São Sebastião e Arniqueira, o RENOVADF já formou mais de 2,3 mil alunos.

Diferentemente dos outros dois ciclos, os 1,5 mil alunos desta etapa vão cuidar e recuperar equipamentos públicos em cinco cidades – além do Itapoã e do Guará, Estrutural, Águas Claras e Riacho Fundo. Dentre os alunos contemplados nos três ciclos, 80 deles são imigrantes e aproximadamente 45% são mulheres.

O programa

O RENOVADF consiste na oferta de cursos práticos de qualificação social e profissional, nas áreas de jardinagem e construção civil, com o apoio de uma unidade móvel. Ministrados pelo Senai e integrados às atividades de conservação do patrimônio público, os cursos proporcionam novas habilidades ao trabalhador, de forma a torná-lo apto a atender as exigências do mercado. Os alunos também aprendem a fazer higienização e limpeza, manutenção e recuperação dos equipamentos públicos.

Os alunos estudam quatro horas por dia, de segunda-feira a sexta-feira, e têm direito a benefícios, como auxílio pecuniário no valor equivalente a um salário mínimo mensal (R$ 1.100), vale-transporte e seguro contra acidentes pessoais.

 



Source link