Polícia Civil deflagra operação de combate a organização criminosa e cumpre mais de 800 mandados judiciais


A Polícia Civil do Ceará (PC-CE) deflagrou, nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (19), uma megaoperação de combate a uma organização criminosa atuante no Ceará. São cumpridos mais de 800 mandados judiciais de prisão e busca e apreensão. A ação batizada por “Annulare” é realizada em Fortaleza e outras 50 cidades do Ceará – na Região Metropolitana da Capital e Interior do Estado –, além de Pernambuco. A ofensiva policial é a maior da história da Polícia Civil em combate a um único grupo criminoso.

Até o momento, 186 mandados de prisão preventiva foram cumpridos no Ceará. Além das prisões, foram apreendidas dezenas de aparelhos celulares, drogas, armas e uma quantia em dinheiro. O trabalho investigativo iniciou após a captura de Valeska Pereira Monteiro, conhecida como “Majestade”, presa no mês de agosto em Gramado, no Rio Grande do Sul. A partir dela, a PC-CE, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), mapeou outros integrantes do grupo criminoso.

“A Polícia Civil do Ceará já havia realizado a prisão de todo o primeiro escalão dessa organização criminosa. Como resultado da prisão de Valeska Pereira, em Gramado, foi possível identificar todo o segundo escalão do grupo criminoso do Rio de Janeiro. Com a Operação Anullare, a Polícia Civil prendeu as pessoas que estavam na rua, comandando diretamente ações relacionadas ao narcotráfico e homicídios. Destaco que os presos eram pessoas de total confiança das chefias, sendo um duro golpe na articulação desse grupo criminoso”, destaca o secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron.

 

Denúncias

Para combater a atuação de grupos criminosos no Estado, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) conta com a participação da população para repassar informações que auxiliem os trabalhos investigativos. Por isso, a unidade especializada da Polícia Civil do Ceará mantém um número de WhatsApp para receber denúncias de ações criminosas em todo o Estado. A população pode enviar mensagens de texto, áudios, fotos e vídeos para o número (85) 98969-0182.

As denúncias também podem ser feitas, por meio de ligação gratuita, para o 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou pelo Whatsapp 3101.0181. O sigilo e o anonimato são garantidos.



Source link