Planifica-DF vai melhorar vida do usuário da Saúde – Agência Brasília

0
66


A Secretaria de Saúde abriu nesta sexta-feira (6) o Planifica DF – Oficina Mãe. O objetivo foi discutir assuntos relacionados à integração de todos os níveis de atenção à saúde (primária, secundária e hospitalar).

“A meta agora é ampliar o Planifica-DF para todas as regiões de saúde e inserir a parte materno-infantil”Raquel Beviláqua, secretária-adjunta de Assistência

A planificação tem como objetivo fortalecer o papel de ordenadora e coordenadora do cuidado da atenção primária, integrada à atenção secundária, buscando a organização da rede de atenção à saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) no Distrito Federal.

“O Planifica-DF é uma estratégia que visa melhorar a atenção ao usuário. O modelo implantado no DF é voltado para pacientes crônicos (diabéticos e hipertensos), com atendimento especializado para essas doenças. A meta agora é ampliar o Planifica-DF para todas as regiões de saúde e inserir a parte materno-infantil”, destaca a secretária-adjunta de Assistência, Raquel Beviláqua.

De acordo com o secretário Osnei Okumoto, o Planifica-DF ajuda a melhorar a situação de vida dos pacientes e inovar a forma de trabalho dos profissionais de saúde |  Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

De acordo com Raquel Beviláqua, os indicadores das regiões Leste e Centro-Sul, onde o Planifica-DF já foi inserido, demonstram que o modelo de gestão é melhor, pois há queda no índice de mortalidade e redução de doenças crônicas. Por isso, a necessidade de ampliá-lo para todas as regiões de saúde.

“Devemos, sim, debater os três níveis de atenção, sem esquecer do hospital, pois a atenção primária, através de seu fortalecimento, consegue desafogar os hospitais”, enfatiza Raquel.

“Não podemos parar de fazer os procedimentos e nem deixar as doenças crônicas aumentarem, porque isso preocupa muito e impacta lá na frente, na atenção hospitalar”Osnei Okumoto, secretário da Saúde

O coordenador nacional do projeto PlanificaSUS, Márcio Paresque, representando o Hospital Israelita Albert Einstein, participou do evento e ressaltou que a pandemia mostrou que a planificação é a melhor alternativa para a assistência aos pacientes.

Ele afirmou que o desafio agora é levar o projeto para outras regiões de saúde, tendo em vista que a segunda linha de cuidados para inserção no Planifica DF, na atenção ambulatorial especializada, será a materno-infantil.

Qualidade de vida

Para o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, a implantação do Planifica DF em todas as regiões tanto ajuda a melhorar a situação de vida dos pacientes que buscam por assistência quanto inova na forma de trabalho dos profissionais de saúde.

“Não podemos parar de fazer os procedimentos e nem deixar as doenças crônicas aumentarem, porque isso preocupa muito e impacta lá na frente, na atenção hospitalar. Por isso, nossa intenção é incluir a Atenção Hospitalar no Planifica DF. Este é um trabalho que traz esperança de vida para a população”, avalia.

O secretário executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Jurandi Frutuoso, destaca que a Atenção Primária à Saúde é a base do sistema único de saúde, não só no Distrito Federal, mas em todo o Brasil.

“Infelizmente, não podemos parar por conta da pandemia, pois ela pode demorar a acabar. A atenção primária é a coordenadora do cuidado e precisa ser fortalecida cada vez mais”, afirma.

O evento contou com a presença de superintendentes e profissionais de todas as regiões de saúde. Na ocasião, houve também uma apresentação do professor Eugênio Vilaça, consultor do Conass e membro do Conselho do Instituto Todos Pela Saúde, sobre as redes de atenção à saúde.

*Com informações da Secretaria de Saúde-DF



Source link