Paranoá entra na rota dos destinos turísticos do DF – Agência Brasília

0
78


A décima caravana itinerante da Secretaria de Turismo do DF (Setur) desembarcou na Região Administrativa do Paranoá para consolidar ações que vão transformar o local numa rota do turismo em Brasília. Para isso, foi inaugurado o Centro de Atendimento ao Turista (CAT) e foram entregues carteiras nacionais do artesão. Também foram feitas visitas a pontos de potencial valor turístico.

O administrador do Paranoá, Sérgio Damasceno, e a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, inauguram o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), que segue os padrões estabelecidos pela Setur | Fotos: Renato Braga/Setur-DF

As atividades contaram com a presença da secretária de Turismo, Vanessa Mendonça; do administrador do Paranoá, Sérgio Damasceno; do representante do deputado Rafael Prudente, Francisco Lincoln; de artesãos, empresários e lideranças comunitárias.

O evento aconteceu nesta sexta-feira (30) e iniciou com a inauguração do CAT, que está localizado na sede da administração local e segue os padrões estabelecidos pela Setur, com atendimento diário das 9h às 18h, inclusive aos finais de semana e feriados.

“Ter um CAT significa muito pra nossa região. Pode parecer uma coisa simples, mas as pessoas visionárias sabem do desenvolvimento que o turismo pode trazer”Sérgio Damasceno, administrador regional do Paranoá

A Setur implementou oito CATs nas regiões administrativas de Sobradinho I, Riacho Fundo II, Ceilândia, Brazlândia, Lago Sul, Guará, Fercal e Paranoá, além dos localizados na Casa de Chá, Aeroporto Juscelino Kubitschek, Rodoviária Interestadual, Torre Digital e nos Setores Hoteleiros Norte e Sul.

O administrador Sérgio Damasceno destacou o trabalho da Setur para fomentar o turismo do DF  e reconheceu que o CAT vai ser uma oportunidade do setor acontecer na região e levar desenvolvimento local.

“Hoje é um dia histórico. A comunidade ajudou a construir Brasília pela Barragem do Paranoá. Ter um CAT significa muito pra nossa região. Pode parecer uma coisa simples, mas as pessoas visionárias sabem do desenvolvimento que o turismo pode trazer. O Paranoá é uma cidade histórica que merecia esse olhar da Setur”, disse o administrador.

Paranoá na rota do turismo

Nesse sentido, a secretária Vanessa Mendonça ressaltou que a pasta trabalha seguindo a orientação do governador Ibaneis Rocha para trabalhar pela população, gerar emprego e renda e valorizar a cidade, colocando-a no lugar que é dela. “Com o trabalho desenvolvido pelo governador, somos hoje reconhecidos como um dos destinos turísticos mais procurados”, afirmou.

“Queremos as pessoas vindo para cá, para conhecer a história, a gastronomia, a cultura, o artesanato, consumindo e gerando renda local. O turismo é uma indústria com alto poder de transformaçãoDaniele Faria Lopes, subsecretária de Promoção e Marketing da Setur

“O turismo é o setor que mais emprega no Brasil e no mundo inteiro e estamos fazendo isso na nossa cidade. Brasília foi construída em mil dias, com amor e com fé, por JK e muitos trabalhadores. Hoje somos a capital de todos nós e temos que honrar o suor desses homens”, afirmou a secretária.

“Por isso, estamos descentralizando o turismo do DF, categorizando os segmentos. Isso vai permitir que o Paranoá se apresente como destino turístico e as pessoas virão aqui conhecer as igrejas, as praças, a gastronomia e tudo o que a cidade pode permitir como experiência ao visitante ”, completou Vanessa Mendonça.

A servidora da Administração da RA e pioneira na região Isabel Alexandra participou do evento e declarou seu carinho pelo local e a importância de um miniguia com as atrações locais. “Como moradora do Paranoá, nascida aqui na região considerada acampamento, vejo hoje com alegria o cuidado com o nosso Parque Vivencial, que acolhe e recebe os moradores, é um local lindo que marca muito a nossa história”, falou a servidora.

Fungetur

Vanessa Mendonça destacou a importância do Fundo Geral do Turismo (Fungetur) no fomento de atividades do turismo, inclusive o artesanato. O Fungetur estabeleceu uma linha de crédito histórica junto ao Banco de Brasília (BRB), instituição financeira responsável por operar o repasse de R$ 521 milhões feito pelo Ministério do Turismo. “Estamos indo a cada uma das RAs para falar desse recurso e colocá-lo à disposição da comunidade”, disse.

A artesã Taise Dias mostra a carteira nacional do artesão: “Abre as portas para feiras e grandes eventos, inclusive internacionais”

A subsecretária de Promoção e Marketing da Setur, Daniele Faria Lopes, falou sobre a necessidade de se ter um novo olhar para reconhecer que existe muito mais turismo que pode fortalecer a identidade local. “A gente quer de fato que o Fungetur chegue aqui no Paranoá, mas para ter acesso é preciso que sejam empreendedores da cadeia do turismo.”

“Queremos as pessoas vindo para cá, para conhecer a história, a gastronomia, a cultura, o artesanato, consumindo e gerando renda local. O turismo é uma indústria com alto poder de transformação e a população precisa se apropriar dos produtos do turismo”, finalizou Daniele Faria.

Carteira do artesão

Fechando a cerimônia de inauguração do CAT, a Setur fez a entrega de 12 carteiras nacionais do artesão. A secretária Vanessa Mendonça ressaltou que “a carteira é a certificação da qualidade do artesanato produzido e abre a oportunidade de o artesão participar de todas as feiras locais e nacionais”.

Além disso, Vanessa colocou à disposição da comunidade artesã o caminhão do artesanato para levar a produção a todas as feiras das quais a secretaria participa, em Brasília ou em outras cidades.

A artesã Taise Silva Dias trabalha com artesanato místico e religioso e foi uma das profissionais que receberam a carteira. Segundo a profissional, o documento representa o reconhecimento do seu trabalho.

“É uma alegria muito grande receber a carteira do artesão. É de grande importância porque abre as portas para feiras e grandes eventos, inclusive internacionais. Significa também o reconhecimento e a visibilidade que, como artesã, sempre procurei”, se orgulha Taise Dias.

*Com informações da Secretaria de Turismo do DF



Source link