DF e Goiás discutem ações conjuntas para desenvolver o Entorno

Prefeitos dos municípios goianos que formam a chamada Área Metropolitana de Brasília foram recebidos pelo governador Rollemberg nesta quinta-feira (4)

0
51
Residência Oficial de Águas Claras, Águas Claras, Brasília, DF, Brasil 4/5/2017 Foto: Andre Borges/Agência Brasília. Para ajudar no desenvolvimento da chamada Área Metropolitana de Brasília — formada por 12 municípios goianos localizados no Entorno do DF —, autoridades das duas unidades federativas se reuniram, nesta quinta-feira (4), na Residência Oficial de Águas Claras. O governador Rodrigo Rollemberg abriu o evento, organizado pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan).

Para ajudar no desenvolvimento da chamada Área Metropolitana de Brasília — formada por 12 municípios goianos localizados no Entorno do DF —, autoridades das duas unidades federativas se reuniram, nesta quinta-feira (4), na Residência Oficial de Águas Claras.

O governador Rodrigo Rollemberg abriu o evento, organizado pela Companhia de Planejamento do DF (Codeplan). “Considero essa iniciativa muito importante. Nesse cenário de dificuldades financeiras, temos de nos unir para criar políticas públicas sustentáveis”, avaliou.

Para Rollemberg, o maior desafio para Brasília e a região adjacente é oferecer maior qualidade de vida à população, distribuir renda e gerar empregos. O governador de Goiás foi representado pelo secretário de Gestão e Planejamento do Estado, Joaquim Figueiredo Mesquita.

Entre as principais questões colocadas pelos gestores como temas a serem debatidos estão a mobilidade urbana, a saúde e a segurança na região. No formato de workshop, o encontro foi dividido em dois painéis.

O primeiro, de abertura, debateu um modelo de governança que considere os fluxos entre os municípios e o DF, e atenda às necessidades da região. O segundo se dedicou a pensar uma agenda comum com foco na integração e desenvolvimento.

Além da condução do presidente da Codeplan, Lúcio Rennó, os painéis contaram com a participação de especialistas da companhia.

A Área Metropolitana de Brasília é composta por:

  • Águas Lindas de Goiás
  • Alexânia
  • Cidade Ocidental
  • Cocalzinho de Goiás
  • Cristalina
  • Formosa
  • Luziânia
  • Novo Gama
  • Padre Bernardo
  • Planaltina de Goiás
  • Santo Antônio do Descoberto
  • Valparaíso de Goiás

Prefeito de Águas Lindas e presidente da Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília, Hildo do Candango ressaltou a importância do encontro e pediu maior assiduidade para discutir assuntos de interesse da região.

“A maior dificuldade hoje [para o desenvolvimento] é a falta de recursos, nossas receitas ainda são pequenas. Além disso, são municípios de alta vulnerabilidade social”, resumiu.

Obras hídricas, saúde, mobilidade e combate à dengue

O governador Rollemberg citou ações em curso que beneficiarão, além do DF, o Entorno. Em construção, as estações de captação e de tratamento de água do Sistema Produtor Corumbá 4, por exemplo, vão abastecer 1,3 milhão de pessoas nas duas unidades federativas. A obra, orçada em cerca de R$ 540 milhões, é uma parceria entre os dois governos.

“Essa obra é estratégica e vai completar o sistema de abastecimento. A retomada da obra, no lado de responsabilidade de Goiás, só depende de uma autorização. Na parte da Caesb, está caminhando muito bem. Ela trará segurança hídrica, ao lado de outras melhorias, pelo menos para os próximos 20 anos”, afirmou.

1,3 milhãoNúmero de pessoas do DF e Goiás que serão atendidas com abastecimento de água pelo Sistema Produtor Corumbá 4

No DF, moradores do Gama, de Santa Maria e do Recanto das Emas serão beneficiados. No estado vizinho, o público abastecido será o da Cidade Ocidental, de Luziânia, do Novo Gama e de Valparaíso.

Outro entendimento do governo de Brasília é que o foco em ampliar a Estratégia Saúde da Família também deve ser adotado nos municípios vizinhos: “É a forma mais adequada e eficiente de reduzir as demandas dos hospitais do DF e de Goiás. Resolvendo os problemas menos graves no local próximo da residência do paciente.”

As ações sanitárias em conjunto também são fundamentais, na avaliação do governador. “No ano passado, tivemos a oportunidade de atuar em Vendinha, próximo a Brazlândia, e em Padre Bernardo. Isso contribuiu para que este ano praticamente não tivéssemos casos de dengue e chikungunya.”

Também importante para a região do Entorno do DF, outro ponto destacado por Rollemberg foi a mobilidade urbana: “Muitas pessoas moram na Área Metropolitana de Brasília e trabalham no DF, se deslocam diariamente”, ponderou. Há estudos para oferecer maior integração no transporte público.

EDIÇÃO: VANNILDO MENDES