Câmara Legislativa aprova bolsa de R$ 360 para catadores da Estrutural

0
176

Bolsa terá duração de seis meses e vale para os trabalhadores que atuam no Lixão da Estrutural, que será fechado até outubro deste ano

 

Catadores de materiais recicláveis que trabalham no aterro do Jóquei, mais conhecido como Lixão da Estrutural, poderão ter ajuda financeira do governo. A medida, proposta pelo Executivo local por meio do Projeto de Lei nº 1.459, de 2017, foi aprovada na terça-feira (16/5) pela Câmara Legislativa do DF. O texto voltará para o Executivo e entrará em vigor a partir da sanção do governador Rodrigo Rollemberg.

 

O programa de compensação financeira temporária aos cerca de 1,2 mil catadores que atuam no local visa garantir condições de subsistência a esses trabalhadores. A ajuda financeira do governo será de R$ 360,75, durante seis meses.

 

Para ter direito ao benefício, o catador deve comprovar a triagem dos resíduos retirados do aterro do Jóquei como fonte principal de renda; estar inscrito no Cadastro Único para programas sociais do governo federal (CadÚnico); e participar do processo de capacitação que será oferecido pelo GDF.

O governo anunciou, na semana passada, o fechamento do Lixão da Estrutural, o que deve ocorrer entre agosto e outubro deste ano. As atividades serão transferidas para o novo aterro de Samambaia. Em uma série de reportagens publicada na mesma semana do anúncio, o Correio mostrou as consequências sociais e econômicas desse processo, além dos cuidados que será preciso ter para garantir a preservação do meio ambiente.

 

Com informações da Agência Brasília