Agefis derruba Feira da 26 de Setembro após denúncia

0
665

Um áudio que rola  no grupo de whatsapp da feira da 26 pelo  presidente da (ASSPROMSET) Associação dos moradores da 26 de Setembro,  ele afirma que eles que conseguiram a feira, e que a feira é legalizada, e que no tempo que ele tomava conta da feira foi colocado fresado, água e luz, e também um galpão  que é de lona.

Ele diz que a feira era para funcionar ali mesmo, e faz denúncias gravíssimas, ele afirma que a feira está sendo loteada em barracas, e segundo ele, não ver a utilização de uma feira para dar certo, ele diz também que não tem proteção do sol, não tem proteção da chuva, e o objetivo é tirar a lona, e que não ver outra coisa a não ser o loteamento da área, também afirma que tem pessoas recebendo algum valor que ele desconhece a quantia, e as pessoas que estão adquirindo as áreas, são para o futuro.

Segundo o presidente o espaço poderia ser  para estacionamento, posto policial e posto de saúde futuros.

A associação fez relatório com as denúncias com tendência de acabar com a feira  e encaminharam  aos órgãos competentes.

 

Os feirantes inconformados com a denúncia se manifestam nos grupos de whatsapp

Segundo alguns feirantes eles falaram que  quando a feira era da presidência do ex-presidente  as taxas eram mais altas exatamente valores exorbitantes tais como R$: 400,00 quatrocentos reais para adquirir a banca, e taxas todos os domingos de R$: 80 oitenta reais, essas taxas foram baixando todos os domingo de 80 reais para  70 reais, depois 50 reais, 40 reais  e acabou nos dias de hoje na mão do novo presidente wesley no valor de 15 reais, então não procede a denúncia feita pelo ex- presidente da feira.

O Jornal Fogo Cruzado procurou o atual presidente da feira,  o senhor Wesley, ele disse que a denúncia não procede, e que a nova associação da feira a ( AFECOV) nunca loteou lotes na feira, e muito menos vendeu, e que o trabalho da associação e para melhorias tanto para os feirantes como também para toda população da 26 de Setembro.

Ele falou também que os quiosques que lá existiam foi dos próprios feirantes que construíram do seu suor e entre muitas dificuldades, e a tenda que lá existe os feirantes pagam por mês R$: 1.000,00 mil reais, sem ter condição e não estão tendo escoamento das suas verduras e frutas o suficiente para estar pagando esse aluguel, então cada um achou por bem fazer sua base de escoamento,”  Não é nada meu, a feira é do povo“ Afirmou o presidente da feira Wesley.

 

Por: Edvaldo Campos    

Nada além da verdade