Rodrigo Rollemberg desengaveta ação e tira Izalci da disputa

0
163

Marta Nobre

Rodrigo Rollemberg decidiu cortar literalmente as asas de quem se aventurar a entrar em seu caminho na disputa eleitoral do próximo ano. A primeira vítima foi Izalci Lucas, do PSDB. O governado acatou sugestão de seus conselheiros e mandou tirar da gaveta um velho processo que pode enterrar de vez a carreira política do deputado tucano.

O gesto de Rollemberg antecipa a previsão do horóscopo chinês para 2018. Será o ano do cão, em que momentos de mudanças viverão alternados com momentos de solidão e melancolia. A astrológica previsão torna-se desde já profecia realista para Izalci.

Embora esteja em campo articulando apoios políticos, o voo do deputado para a mais alta cadeira do Executivo brasiliense será abatido por um poderoso petardo. A bomba é representada por um processo que repousava desde fevereiro de 2013 nas gavetas da Secretaria de Transparência do Governo de Brasília.

As investigações levantadas no processo 290.000.157/2009 apontam para um prejuízo de R$ 3.233.601,86, em valores da época, referente ao Convênio 0008500/2004, celebrado entre a Secretaria de Ciência e Tecnologia e Inovação e o Ministério da Ciência e Tecnologia. O dinheiro seria destinado para a restauração do Planetário.

Ocorre que a prestação de contas apresentada por Izalzi Lucas – secretário, na época, de Ciência e Tecnologia -, foi rejeitada pelo Ministério, que apontou irregularidades. Ao mesmo tempo, o Tribunal de Contas do Distrito Federal determinou o sobrestamento da análise das contas.

Com a retomada do processo, e sua consequente reprovação, segundo avaliam técnicos do TCDF, Izalci estará fora da disputa eleitoral em 2018. Ao que tudo indica, de acordo com comentário de um atento observador da cena política de Brasília, o desenrolar do processo na Secretaria de Transparência será acelerado a partir de agora, já que Rollemberg tem demonstrado insatisfação com uma eventual candidatura de Izalci.

Afinal, como diria um sábio chinês, os políticos que vivem num mundo cão estão sujeitos a isso.

Fonte: Notibrás