Por não ser atendido em casa de prostituição homem mata seis pessoas

0
249

O crime ocorreu após William Roberto Ferreira Costa, 27 anos, não conseguir um programa com uma garota em uma casa de prostituição.

A polícia afirma que William ficou transtornado por não ser atendido. Por volta das 22h30, ele buscou um revólver no carro, voltou à boate e disparou nas pessoas. Dentre os mortos está a dona da boate, Leonilda Lucindo, 71 anos, um segurança do local, três garotas de programa e o cliente que estava com a mulher que ele queria. Todos morreram na hora.

O fato ocorreu em uma casa de prostituição em Jaboticabal, no interior de São Paulo. Segundo a Polícia Civil,

O atirador fugiu a pé em meio ao canavial que cerca a boate e deixou o carro em que estava em frente ao estabelecimento, o que, segundo a polícia, contribuiu para a identificação dele. Ele ainda não foi preso. Todas as vítimas foram identificadas e enviadas para o Instituto Médico Legal (IML) em Jaboticabal.

Por: Edvaldo Campos