Cidade de Segurança Pública no Paranoá


 O projeto Cidade da Segurança Pública (CSP) chega à cidade do Paranoá com foco em duas frentes: redução dos índices criminais por meio de intensificação de policiamento e ações de prevenção à criminalidade, com cursos, palestras e serviços.

O lançamento foi realizado às 11h desta quarta-feira (10), na estrutura que funcionará na Praça Central da região, próximo à Administração Regional do Paranoá, com diversas atrações. O encerramento será no sábado (13).

O objetivo da CSP é a aproximação com a população e o aumento da sensação de segurança, o evento reúne as forças de segurança – Polícia Militar (PMDF) e Polícia Civil (PCDF), Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) e Departamento de Trânsito (Detran-DF) –, secretarias da Mulher (SM) e da Administração Penitenciária (Seape), Banco de Brasília (BRB), Neoenergia BSB e Serviço de Limpeza Urbana (SLU), entre outros parceiros.

O reforço no policiamento seguirá até domingo (14), tanto no Paranoá como no Itapoã, região vizinha. Os serviços, como emissão de carteira de identidade e orientações de atendimentos realizados pelo Detran, serão oferecidos das 9h às 14h, de quarta (10) até sábado (13).

Escolha da região

Os critérios para realização da CSP dependem da estrutura das forças de segurança locais, levantamentos e análises criminais feitas pelos setores de estatística e inteligência. O mapeamento de desordens também é determinante para escolha da região, pois são situações que podem influir diretamente na sensação de segurança da população local. O relatório é produzido pela Unidade de Políticas Públicas da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF).

Durante as visitas prévias à região, são priorizadas a confirmação de desordens identificadas anteriormente e o mapeamento de novas demandas. Dessa forma, durante a edição da CSP, haverá recolhimento de carcaças de veículos abandonados, recuperação de sinalização horizontal e vertical das avenidas, recuperação de paradas de ônibus e poda de árvores, entre outras ações.

Quinto Mandamento

Até sábado (13), estão previstas operações diárias de combate à criminalidade. Na sexta-feira (12), haverá uma edição especial da Operação Quinto Mandamento, que seguirá nas duas regiões — Paranoá e Itapoã — até domingo (14).

A operação Quinto Mandamento é desenvolvida com base em estudos de manchas criminais e relatórios de inteligência com o objetivo de reduzir os crimes contra a vida.

Carcaças

Na quinta-feira (11), será realizada a operação DF Livre das Carcaças. O mapeamento dos veículos foi realizado pelo Conselho de Segurança do Paranoá.

Além da aproximação com a população, o objetivo da Cidade da Segurança Pública é criar um canal direto de interlocução com os servidores das forças de segurança locais. O secretário de Segurança Pública, chefes das forças de segurança e demais gestores da SSP-DF visitarão batalhões e delegacias na cidade durante os dias de realização da CSP.

Trânsito e reforço no policiamento

As ações de trânsito serão intensificadas, com ação conjunta do Detran, DER, batalhões de trânsito da PMDF e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O policiamento será reforçado pelo 20º Batalhão da PMDF, responsável pela área do Paranoá e Itapoã e o Departamento Operacional (DOP), da PMDF, empregará tropas especializadas, como os batalhões de Policiamento com Cães (BPCães), de Aviação (Bavop), de Operações Especiais (Bope), Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam), Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) e Regimento de Polícia Montada (RPMon).

“Vamos atuar baseados em manchas criminais, a partir de levantamento da SSP-DF e setor de inteligência da corporação, com foco na apreensão de drogas e prisão de foragidos da Justiça e policiamento comunitário, para maior integração com a população”, destaca o chefe do DOP da PMDF, coronel Naime.

Fiscalização de sentenciados
A Seape vai intensificar a fiscalização de imposições penais de sentenciados, como aqueles que cumprem regime aberto, prisão domiciliar ou livramento condicional, ou regime semiaberto beneficiado com trabalho externo.

Os beneficiados com saídas quinzenais ou temporárias que residam ou trabalhem na região administrativa também serão fiscalizados pelos policiais penais. Além disso, o Centro Integrado de Monitoração Eletrônica (Cime) vai intensificar o monitoramento na região. As viaturas farão a ronda diuturnamente, de forma preventiva.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública do DF



Source link