(Estrutural )Mãe e bebê sequestrado no Hran recebem alta

0
416

Por: Otávio Augusto Correio Brasiliense  

A Secretaria de Saúde confirmou que Sara Maria da Silva, 19 anos, e seu bebê recém-nascido, Jhony dos Santos Júnior, receberam alta do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) por volta de 18h40 desta quarta-feira (7/6). A criança chegou no local por volta das 8h30 de hoje, após ser localizado no Guará.

Mais cedo, o diretor geral do Hran, José Adorno, concedeu entrevista afirmando que o bebê já foi examinado e que passa bem. “Foram realizados alguns exames, e ele está clinicamente bem. Não houve comprometimentos e ficará em observação”, informou. Em menos de 24 horas, Jhony perdeu 470 gramas.

 

O bebê foi resgatado no Guará 2, na casa da ex-estudante de enfermagem Gesianna de Oliveira Alencar, 25 anos, que o raptou na última quarta-feira (6/6). Agora, a família deve voltar para o Setor de Chácaras Santa Luzia, na Estrutural.

 

Ajude o Jhony

 

O Correio está recebendo doações de roupa, leite, fraldas e outros itens de necessidade infantil para Jhony. Os produtos devem ser entregues na sede do jornal. Confira o endereço abaixo. O material será entregue à família posteriormente.

 

SIG Quadra 2, Número 340

Sede do Correio Braziliense

Edifício Edilson Varela

Entenda o caso

 

A criança foi sequestrada no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), na terça-feira, um dia antes de o bebê ter alta. A jovem havia dado à luz em um posto de saúde na Estrutural, em 25 de maio, e depois levada, com o filho, para o hospital na Asa Norte.

 

As primeiras informações sobre o rapto surgiram na hora do almoço, quando a equipe de enfermagem percebeu que a criança não estava mais lá. As buscas começaram com vigilantes e policiais militares. Todos que entravam ou saíam da unidade passavam por revista. O clima foi de completa confusão. A suspeita logo recaiu sobre uma mulher loira, vista carregando duas bolsas, uma azul e uma cinza, que acabou presa nesta quarta-feira.

 

A história fez Brasília se recordar do caso de Pedro Rosalino Braule Pinto, o Pedrinho, levado da maternidade de um hospital particular em 1986 e só encontrado quando era adolescente.