Cadê Administração do Restaurante Comunitário da Cidade Estrutural?

0
203
Denúncia do péssimo atendimento e a falta de estrutura são constantes dos moradores usurários no restaurante comunitário da Estrutural. Teve época, que o restaurante era do agrado da comunidade mas a sensação que aos poucos a estrutura está indo de mal a pior.

Edição: 26
Editor e escritor: Rodrigo Abreu

O Restaurante comunitârio da cidade Estrutural, foi levantado a nossa indignação e revolta ao descaso do Poder Público na administração e fiscalização do Restaurante Comunitário da Região Administrativa XXV/SCIA.

Somos centenas de moradores de várias categorias à exemplo de estudantes e trabalhadores das mais diversas áreas e nos deslocamos diariamente para almoçamos no Comunitário. A Secretaria de Assistência Social deveria apresentar-se como garantia de segurança alimentar, respeitando o padrão de uma refeição digna e balanceada por um custo mínimo.

No ano passado o GDF aumentou O valor da refeição de R$ 1 para R$ 3. preço nunca havia sido reajustado, desde a inauguração do primeiro restaurante, em 2001. Na época, o subsídio pago pelo governo era de R$ 1,49 por refeição, hoje, de R$ 5,71.

Após oito meses de aumento o preço da refeição nos restaurantes comunitários, o governo do DF decidiu voltar atrás depois de reivindicação da população. No entanto, os valores cairão de R$ 3 para R$ 2. Quem ganhar menos de meio salário mínimo ou tiver renda familiar de até três salários mínimos poderá pagar R$ 1.

Restaurante Comunitário não tem e pode ter lucro, não é uma empresa privada mas uma garantia de acesso ao que seria uma refeição digna e que satisfatória seja para um gestor publico responsável pela administração sentado em sua sala ao ar-condicionado, seja um estudante de escolas públicas de um dos diversos cursos integral, seja um trabalhador ou trabalhadora ativo de atividade física nesse nosso sol do DF.

O pior de tudo que, os estudantes, trabalhadores da construção civil e de outras áreas, funcionários públicos, trabalhadores da iniciativa privada, trabalhadores autônomos estão indignados com o que esta sendo feito com nosso dinheiro.

“Antes as refeições eram mais caprichadas e tinha mais cadeiras para todos assentarem mais cada dia vêm virando um verdadeiro descaso com a péssima administração “. Disse Alex morador do Setor Leste.

Muitos restaurantes na cidade servem refeição serf-service a R$ 5,00 com qualidade e quantidade incomparavelmente melhor. E estranhamente esses donos de restaurantes conseguem administrar seus estabelecimentos pagando funcionários, impostos, agua, luz, aluguel, e outros, e ainda ter uma grande margem de lucro, o que torna impreensível a situação do Restaurante Comunitario.

Facilmente quando entramos no restaurante deparamos com cadeiras em péssimas condições de estrutura e, por cima de tudo, a comida é uma migalha nos pratos dos moradores não estamos cobrando TVS nos ambientes ou instalação de salas de jogos para tornar o restaurante mais agradáveis, estamos exigindo respeitando e seriedade com o nosso dinheiro e qualidade na prestação de serviço.

Fonte: CIDADE ESTRUTURAL DF