O Menino Herói da Estrutural, vocês lembram?

0
203

Por: Diulye Emanuela
Há 10 anos surgia um herói mirim, que esteve entre a vida e a
morte.  Estáquis Lucas Furquin, hoje, com
20 anos, estudante do 7° semestre de Direito, morador da Cidade Estrutural é um
grande exemplo para a Comunidade. Para quem não lembra Estáquis Lucas, foi o
grande herói que salvou o pequeno irmão de um atropelamento de um caminhão-pipa,
e foi atropelado no lugar do irmão.
O menino herói que hoje é um homem de 20 anos relembra momentos incríveis
que se tornaram lições de vida para muitos e principalmente para ele. Carismático,
boa aparência, educado, sincero, Lucas, como prefere ser chamado, é estagiário
do Ministério Público Federal – MPF, e tem o sonho de ser Procurador ou
Promotor de Justiça. O que alguns ainda não sabem é a história de vida e de
livramento que esse rapaz teve.

No dia 18 de maio de 2005, há exatamente 10 anos atrás, Lucas com 10
anos de idade na época, ficou conhecido como o Menino Herói da Estrutural, por ter
salvado o seu irmão da morte, Isônio Furquim, com dois anos.  Ao sair da casa da avó, Lucas levava seu
irmão nos braços em direção de sua casa, ele precisava ir para casa tomar banho
e se arrumar para ir à escola, os meninos iam tranquilamente na rua, quando de
repente um caminhão pipa em direção a eles veio descontroladamente. O menino
não pensa duas vezes e joga seu irmão de dois anos em uma poça de lama. Infelizmente,
Lucas não consegue se salvar, o motorista foge sem prestar socorro, o Corpo de
Bombeiros chega e leva as presas para o Hospital de Base, a notícia corre pelo
Brasil todo, Lucas Furquim sofre traumatismo craniano com formação de coagulo,
e fica em coma, os médicos não dão muitas esperanças. Sua mãe, Dona Selma
Alves, desesperada sempre em orações para que o menino herói se livrasse da
morte. Por milagres, Lucas volta a sua consciência e se livra do centro
cirúrgico.

Lucas Furquim, cresceu e até hoje carrega em seus olhos o brilho da
vida, o amor pela família e pelo próximo, a luta pela justiça corre em suas
veias. Hoje, Lucas é mais responsável, e morre de saudades da família, seu
irmão junto com a mãe e o padrasto estão morando em outro estado, o estudante
continua morando em Brasília para finalizar a sua faculdade., “Na vida não basta ser forte sem correr
atrás dos sonhos, e sim ser esforçado adquirindo com sabedoria”
, orienta
Furquim.

A história de vida do estudante de Direito é um dos seus motivos que
nada nessa vida é impossível quando se carrega uma fé, uma certeza do que
queremos e sabemos aonde chegaremos,
“Umas das coisas que sempre tenho dentro de mim, é a fé em Deus, sempre está
nos caminhos Dele, e também correr atrás dos meus sonhos, porque parado ninguém
consegue nada, nem tudo conseguiremos, mas será tentando é que iremos descobrir.
Nunca devemos desistir daquilo que não tentamos”.
Finaliza O eterno Menino
Herói.