Hoje em assembleia, rodoviários decidirão se vão fazer greve geral nesta segunda

0
127

Neste domingo (31/5), às 9h, no Conic, uma assembleia com indicativo de greve. A categoria alega que as operadoras do sistema não estão dispostas a conversar sobre as exigências de motoristas e cobradores. Entre as reivindicações, está o aumento de 20% nos salários e reajuste de 30% no tíquete-alimentação e na cesta básica.
Na última quinta-feira, motoristas e cobradores fizeram paralisação relâmpago das 10h30 às 15h. Com isso, cerca de 1,5 milhão de usuários foram prejudicados. As quatro horas e meia de braços cruzados foram suficientes para os piratas invadirem as ruas de Brasília. Menos de 10 minutos após os ônibus pararem, os veículos clandestinos já circulavam em diversas regiões do DF.

De acordo com Jorge Farias, da forma como as empresas estão levando as negociações, a probabilidade de greve geral é alta. “Se eles (empresários) não pararem para nos ouvir, Brasília não vai andar”, ameaçou, na última quinta-feira. Por meio da Assessoria de Imprensa, a Secretaria de Mobilidade (Semob-DF) informou que acompanha a situação e tomará as medidas judiciais cabíveis para garantir a continuidade do serviço.

Os metroviários também marcaram assembleia para hoje, às 20h. A categoria já havia decidido, em 17 de maio, paralisar as atividades a partir de amanhã. A única reivindicação dos servidores do Metrô-DF é que a empresa convoque os aprovados em concurso público. Em nota, a companhia diz que tem se empenhado junto ao Comitê de Governança do DF para viabilizar as contratações. O que impede as convocações, no entanto, é o limite prudencial definido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
Fonte : correio